Posts O RastreioBot apagou minha mensagem!
Post
Cancel

O RastreioBot apagou minha mensagem!

É comum alguém comentar que o RastreioBot apagou uma mensagem que não era código de rastreio. Mas calma, tudo tem explicação.

O RastreioBot é um programa de computador que funciona 24 horas por dia em uma máquina na nuvem. Ele segue um algoritmo que recebe as mensagens e verifica automaticamente se o pacote foi atualizado no sistema dos Correios. Seu papel é unicamente este.

Porém, por diversos motivos, algumas pessoas têm o hábito de usar o bot como bloco de notas, local para salvar fotos, textos e muito mais, fugindo totalmente de seu escopo de funcionamento. Não recomendo fazer isto!

Send to Kindle Logo
Mensagem sendo apagada no RastreioBot

Todo bot do Telegram é controlando pelo token, uma chave fornecida pelo app assim que o bot é cadastrado. O token deve ser mantido em segredo, pois é com ele que o bot é controlado e as interações são feitas. Uma pessoa em poder do token, sendo quem criou o bot ou não, é capaz de ver todo o histórico do bot, tudo o que já passou por ele, sejam mensagens diretamente ao bot ou mensagens em grupos em que o bot possa ler tudo.

Quando uma mensagem é apagada pelo bot, a mensagem some para o usuário e também dos servidores do Telegram. Ou seja, ao apagar a mensagem, todo o risco de vazamento de dados acaba, pois a mensagem deixa de existir. Mesmo que ocorra um problema em que o token fique exposto ou se torne público, as mensagens apagadas não poderão ser recuperadas.

Portanto, não se preocupe. Sua mensagem foi apagada para o seu bem. A mensagem some do programa do bot, do servidor do Telegram e da sua tela. A informação some da onde não devia estar e continua sendo exclusivamente sua.

Mensagens salvas

O Telegram oferece um local específico para salvar tudo que você quiser, é o espaço Mensagens Salvas. Lá você pode salvar textos e arquivos de até 2GB cada, sem limite de arquivos. Para acessar, vá nas configurações do app e clique em Mensagens Salvas.

Dica: Fixe o Mensagens Salvas no topo das conversas.

This post is licensed under CC BY 4.0 by the author.