Posts RastreioBot - Primeiro milhão de pacotes
Post
Cancel

RastreioBot - Primeiro milhão de pacotes

https://rastreiobot.xyz

Logo RastreioBot.
Logo RastreioBot.

Criado em 03 de Julho de 2015, o RastreioBot precisou de 2295 dias para alcançar a marca de 1.000.000 pacotes rastreados. Aproximadamente 400.000 pacotes foram rastreados só nos últimos seis meses!1

Muito obrigado a todas as pessoas que me ajudaram com o bot, seja fazendo comentários, críticas, ajudando com a programação ou até com doações. A soma de tudo isto trouxe o bot ao primeiro milhão de pacotes.

https://telegram.me/RastreioBot

História

Logo antigo do RastreioBot.
Logo antigo do RastreioBot.

Idéia inicial

O bot foi criado com um único objetivo, reduzir consultas no site dos Correios.

A primeira versão era bastante simples. Não tinha banco de dados nem enviava alertas. Tudo o que o bot fazia era salvar a última mensagem recebida em um arquivo de texto .txt e exibir um botão /Repetir que, quando clicado, retornava o status disponível no sistema dos Correios. Ou seja, se a pessoa tivesse mais de um pacote, além de o bot ter salvo somente o último enviado, o bot não enviava nenhum alerta a menos que fosse consultado.

O bot rodava em um Raspberry Pi 3, em casa mesmo, onde ficou durante muitos anos.

Pilha de Raspberry Pi.
Pilha de Raspberry Pi.

Evolução

Somente em Feveiro de 2017 o bot começou a engatinhar para a versão atual. Foi aberto um novo repositório e foi criado o primeiro banco de dados. Principais novidades:

  • Uso de banco de dados;
  • Alertas de movimentações;
  • Possibilidade de descrever os pacotes.

Rapidamente as avaliações do bot melhoraram e ele começou a aparecer entre os 10 melhores (em português) no antigo sistema de votação de bots, o StoreBot. Foi nesta versão também que comecei a receber as colaborações de código do meu amigo Marco Rougeth, que até hoje me salva com o Python.

Site do StoreBot.
Site do StoreBot.

Limite de pacotes

Em abril de 2017 o bot atingiu a quantidade de 100 pacotes rastreados simultaneamente. Neste momento o site dos Correios passou a bloquear meu IP, pois eram muitas consultas. Quando o IP era bloqueado, demorava demais a voltar a funcionar. Migrei então para a API oficial dos Correios2, que é usada até hoje.

2018

Em 2018 passei a receber mais colaborações com o código do bot, recebendo ajuda de diversas pessoas. Dentre elas, mais um amigo que me ajuda até hoje, o Bigua. Foi com a ajuda dele que começamos a fazer sprints do bot, rapidamente reescrevendo o que precisava de mudanças. Foi ele também que começou a organizar o código para facilitar a integração de outras plataformas, dando início ao uso da TrackingMore, plataforma para rastrear pacotes fora do Brasil. No mesmo ano participei da PyCon3, apresentando um poster e contando um pouco da história do bot.

Participação na PyCon 2018.
Participação na PyCon 2018.

Foi neste ano também que recebi de presente a atual arte do bot. Obrigado, Pedro Hartmann.

Tá pegando fogo, bicho

Um incêndio em uma subestação da Companhia Energética de Brasília (CEB) em 2019 fez o Raspberry Pi do bot desligar abruptamente, corrompendo o cartão de memória4. Ao tentar restaurar o backup, notei que o backup estava sendo feito incorretamente. Infelizmente, o banco de dados do bot foi perdido. Para evitar futuros problemas, neste momento o bot foi movido para a nuvem, para uma máquina virtual na ScaleWay. O backup foi corrigido e mantido na Amazon, em um bucket S3.

Fogo em subestação da CEB. Imagem da CBN Brasília.
Fogo em subestação da CEB. Imagem da CBN Brasília.

O bot e a pandemia

O bot não para de crescer. Com a pandemia, as compras online aumentaram bastante e, consequentemente, o uso do bot explodiu. Em 2021 o bot precisava verificar mais de 75.000 pacotes de uma vez só, precisando de quase uma hora para concluir a rotina. Com a ajuda do Rougeth, esse número foi reduzido para incríveis três minutos, otimizando as verificações assíncronas e diminuindo o atraso entre a movimentação do pacote e o envio da mensagem para a pessoa.

Primeiro milhão

No dia 13 de Outubro de 2021, pela manhã, o bot atingiu a marca de 1.000.000 pacotes rastreados desde a sua criação. O bot foi construído em Python e as pessoas da comunidade Python Brasil são grandes responsáveis pelos avanços na programação do bot. Alcançar esse recorde durante a Python Brasil 2021 foi muito simbólico, tendo sido registrado mais tarde em uma palestra relâmpago durante o evento.

Muito obrigado a todas as pessoas que me ajudaram e me ajudam!

E vamos ao segundo milhão! 🚀


  1. Diariamente os status do bot são postados no Twitter. @RastreioBot 

  2. API dos Correios: https://www.correios.com.br/atendimento/ferramentas/sistemas/arquivos/web-service-de-rastreamento 

  3. Maior conferência de Python no mundo, ocorre anualmente. https://pycon.org/ 

  4. Post no Medium sobre o problema: https://medium.com/@gabrielrf/socorro-meus-pacotes-sumiram-e6ecf6b153ab 

This post is licensed under CC BY 4.0 by the author.